Museu das Reduções e Casa de Pedra em Amarantina – Ouro Preto

Amarantina é uma parada obrigatória para quem está visitando Ouro Preto ou está de passagem pela BR 356 entre Ouro Preto e Itabirito.

Na pequena cidade os visitantes encontram o Museu das Reduções, com a exposição de 29 réplicas em miniaturas de relíquias da arquitetura brasileira, criadas em riquezas de detalhes pelos irmãos Vilhena.

Os visitantes também podem conhecer a Casa de Pedra, construída pelos Bandeirantes por volta de 1700 e que hoje abriga o Espaço Cultural Casa dos Bandeirantes. Além da visita à Igreja de São Gonçalo, construída pelos portugueses.

Sobre Amarantina

Distrito de Ouro Preto, Amarantina foi construída no século XVIII e era conhecida inicialmente como região de São Gonçalo do Amarante, pela aparência com a região de Amarante em Portugal.

Em homenagem ao santo de devoção portuguesa, o fazendeiro português Antônio Alves, ergueu a ermida de São Gonçalo em suas terras, e o povoado cresceu ao redor da capela.

No século XIX, os fiéis substituíram a antiga capelinha pela Igreja de São Gonçalo, uma réplica em menor tamanho da Igreja de São Gonçalo do Amarante, em Portugal.

Igreja de São Gonçalo – Amarantina – Ouro Preto – MG

Igreja de São Gonçalo – Amarantina – Ouro Preto – MG

Localizada a aproximadamente 23 km do centro histórico de Ouro Preto e a 67 km de Belo Horizonte. Para quem está em Ouro Preto basta pegar a BR 356 sentido a Belo Horizonte. Para quem sai da capital mineira, deve sair pela BR 040 sentido Rio de Janeiro, e pegar a BR 356 no trevo do Alphaville (Lagoa dos Ingleses) sentido Ouro Preto.

Museu das Reduções

O Museu das Reduções abriga o excepcional trabalho realizado pelos irmãos Vilhena, com a exposição de 29 réplicas de monumentos arquitetônicos representando 15 Estados do Brasil, feitos com os mesmos materiais utilizados nas edificações originais, com uma incrível riqueza de detalhes.

O projeto Reduções foi idealizado pelos irmãos Ênnio, Décio, Evangelina e Sylvia Vilhena, que após aposentar de suas atividades resolveram colocar em prática um antigo sonho de criar um parque temático com um acerco de réplicas de grandes e importantes arquiteturas brasileiras, e que fossem produzidas de forma totalmente artesanal e com uma riqueza de detalhes onde os mesmos cuidaram de produzir os matérias igualmente aos utilizados nas obras originais.

Exportas em jardins suspensos, as obras surpreendem no nível de perfeição dos detalhes como janelas, portas, telhados, portões, tijolos, pinturas e fachadas.

Na exposição os visitantes vão encontrar réplicas de monumentos como: Igreja de São Francisco de Belo Horizonte – MG, Convento São Francisco de Olinda – PE, Farol da Barra de Salvador – BA, Palácio da Alvorada em Brasília – DF, Casa dos Contos de Ouro Preto – MG, Igreja do Ó em Sabará – MG, Casa de Câmara e Cadeia em Mariana – MG, Solar dos Ferreira de Campanha – MG, Fazenda do Resgate em Bananal – SP, e a Usina Marmelos Zero de Juiz de Fora – MG.

Além das obras, os visitantes também podem conhecer as ferramentas utilizadas pelos irmãos Vilhena para produzir os tijolos e telhados, mostrando toda técnica utilizada na produção das obras. Também há uma obra inacabada que permite aos visitantes conhecer o processo de montagem das obras.

Infelizmente não é permitido tirar fotos na parte interna do museu e das obras, mas no site é possível conhecer algumas das obras.

Área Externa do Museu das Reduções em Amarantina -Ouro Preto – MG

Área Externa do Museu das Reduções em Amarantina -Ouro Preto – MG

Entrada do Museu das Reduções em Amarantina -Ouro Preto – MG

O Museu das Reduções está aberto para visitações de segunda-feira a domingo das 9h às 17h30, e cobra uma taxa de R$ 10,00 para visitação. Também está aberto para Turismo Pedagógico, sendo necessário agendamento para visitações em grupo.

Para mais informações acesse: http://www.museudasreducoes.com.br/

Algumas fotos extraída do site do Museu da Reduções:

Casa de Pedras – Espaço Cultural Casa do Bandeirantes

Construída por Bandeirantes por volta de 1700 para servir de armazém para compra e troca de mercadorias trazidas por tropeiros, a Casa de Pedras também serviu de residência e hospedaria durante a Guerra do Emboabas. Sua arquitetura chama atenção pela construção a base de pedras sobrepostas umas às outras. A construção foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1963.

A construção passou por uma reestruturação por volta de 1997 e passou a abrigar o centro cultural Espaço Cultural Casa do Bandeirantes, permitindo a comunidade local utilizar o espaço para expor e comercializar o artesanato produzido pelos moradores através do projeto Grupo de Artesãos Mãos de Amarantina, além de abrigar atividades educacionais e culturais.

Casa de Pedra em Amarantina – Ouro Preto – MG

O Espaço Cultural Casa do Bandeirantes fica aberto aos sábados, domingos e feriados de 9hs às 17hs.

Mais informações em: https://www.facebook.com/eccoar

Capela em Amarantina – Ouro Preto – MG

Uma Boa Viagem #PelasEstradasDeMinas !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *